Nosso presente maior

O que representa, de fato, o Natal? Representa o nascimento daquele que trouxe a paz, a alegria e o amor. Um amor insondável, uma paz indescritível, uma alegria incomparável. Ele é a razão de nosso louvor, de nossa adoração. Ele é Jesus Cristo, o Filho de Deus, o...

A unidade da igreja

Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário...

A necessidade de arrependimento

Na Confissão de Fé de Westminster, no seu capítulo XV, seção III, encontramos a seguinte afirmação: “Ainda que não devamos confiar no arrependimento como sendo de algum modo uma satisfação pelo pecado, ou em qualquer sentido a causa do perdão dele, o que é ato da...

Nós ainda estamos no deserto

Recordar-te-ás de todo o caminho pelo qual o SENHOR, teu Deus, te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, para te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos. (Dt 8.2) A vida terrena é um deserto. Em tudo,...

Uma declaração sumária

A doutrina da perseverança dos verdadeiros crentes é o ensino confortante da Escritura. Aprendemos dela que Deus, pelo seu poder, guarda seu povo de afastar-se dele, que Cristo não permite que alguém seja arrebatado de sua mão, e que o Espírito Santo sela-nos para o...

Peregrinando, mas sabendo o destino exato

“Nisso exultais, embora, no presente, por breve tempo, se necessário, sejais contristados por várias provações, para que, uma vez confirmado o valor da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro perecível, mesmo apurado por fogo, redunde em louvor, glória e honra na...